Convento de Nossa Senhora da Luz de Arronches

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/ADPTG/MON/CVSLARR
Title type
Formal
Date range
1523-01-24 Date is certain to 1819-05-19 Date is certain
Dimension and support
33 u.i. (2 liv., 31 mç.)
Biography or history
O Convento de Nossa Senhora da Luz de Arronches, foi fundado por iniciativa de Fr. Hilário de Jesus, religioso agostiniano natural de Portalegre, depois de ter visto goradas as suas tentativas para erigir uma casa da sua ordem naquela cidade e, posteriormente, na vizinha vila de Alegrete.

Em princípios de 1570, alcançadas as licenças da Câmara de Arronches, do rei D. Sebastião e do então bispo de Portalegre, D. André de Noronha, foi finalmente erigido o convento na ermida de Nossa Senhora da Luz, situada no adro daquela vila, para esse efeito doada pelo prelado portalegrense aos religiosos gracianos, por provisão de 24 de Janeiro do mesmo ano, sendo a nova casa formalmente aceite na Ordem, em capítulo realizado pouco tempo depois, em Vila Viçosa.

Durante os quatro anos seguintes, a comunidade viveu recolhida no castelo até que, em 1 de Maio de 1574, se transferiu definitivamente para o novo convento então consagrado.

O convento e igreja receberam ao longo da sua existência, diversas graças e privilégios concedidas por vários soberanos e, entre outros, pelos pontífices Benedito XIII, Clemente X e Benedito XIV.

De entre as relíquias que existiam na Igreja da Senhora da Luz, mereciam especial relevo as de São Cosme e São Matias, ofertadas aos religiosos pela rainha D. Catarina de Bragança a quem as mesmas tinham sido doadas por sua sobrinha, a imperatriz D. Maria, esposa do imperador Maximiliano II.

O convento foi extinto pelo Decreto de 30 de Maio de 1834.
Geographic name
Arronches
Custodial history
Após a extinção das ordens religiosas, a custódia da documentação esteve a cargo da Administração do Concelho de Arronches. Daí transitou para a Repartição de Fazenda do Distrito Administrativo de Portalegre onde se manteve até 1911, ano em que passou para a tutela da Direcção de Finanças do Distrito de Portalegre onde permaneceu até 1938, data da sua incorporação no Arquivo Distrital de Portalegre, em cumprimento do disposto no decreto com força de lei nº 19952, de 27 de Junho de 1931. Anotações de "pertence ao Convento de Arronches" existentes em alguns dos documentos, levam a crer que a documentação terá andado acumulada com a proveniente de outros fundos.
Acquisition information
Incorporação directa proveniente da Direcção de Finanças do Distrito de Portalegre
Scope and content
Inclui documentação relativa à fundação e história do convento (memórias), à aquisição e gestão de direitos e bens patrimoniais móveis e de raiz, rústicos e urbanos (escrituras de empréstimo de capital, autos de arrematação, de contas, de demarcação, de embargo, de posse, de sequestro, cartas de doação, escrituras de compra, venda, doação, aforamento, arrendamento, escambo, trespasse, manifestos de dinheiro a juros, inventários), à instituição e administração de capelas (testamentos, escrituras de aforamento, compra, venda, escambo, procurações, quitações), à concessão de graças, privilégios e mercês (certidões de relíquias, monitorias, sentenças, confirmações), a relações com entidades seculares e eclesiásticas (notificações apostólicas, breves pontifícios, provisões, alvarás régios, cartas régias, cartas monitórias, cartas pastorais, alvarás do bispo), ao cumprimento de legados pios (certidões de obrigação de missas) e ao contencioso judicial (cartas precatórias, sentenças, pareceres, intimações).
Accruals
Não estão previstos quaisquer ingressos adicionais
Arrangement
Na presente descrição do fundo seguiu-se de perto a organização conferida em 1814, que reuniu a documentação existente em três volume factícios, entretanto desmembrados, constituídos por "livros",isto é, maços de documentos com unidade temática, referentes na sua quase totalidade às capelas eretas no convento, com utilidade probatória. A documentação referente à comunidade propriamente dita não existe.
Access restrictions
Acesso condicionado pelo estado de conservação dos documentos.
Conditions governing use
Reprodução condicionada pelo estado de conservação dos documentos.
Language of the material
por, lat, spa, ita
Physical characteristics and technical requirements
Contém alguns documentos em mau estado de conservação
Other finding aid
Catálogo, índices, DIGITARQ